COPA DO MUNDO 3

ESPANHA
Heróis, Casillas e Villa se consolidam como referências da Fúria
Goleiro defende pênalti, e atacante marca o gol da vitória de 1 a 0 sobre o Paraguai. Espanha pega a Alemanha nesta quarta-feira na semifinal

Nos dois extremos do campo, os dois heróis da Espanha no momento. O goleiro Casillas e o atacante Villa conduziram a Fúria às semifinais da Copa do Mundo na vitória de 1 a 0 sobre o Paraguai, neste sábado, e se consolidaram como referência de uma seleção que, agora, depende de apenas dois jogos para conquistar seu primeiro título mundial. O goleiro defendeu um pênalti e depois fez milagre no final do jogo, quando a Espanha já vencia por 1 a 0, gol do artilheiro Villa, que recentemente se transferiu do Valencia para o Barcelona.

Sem eles, sabe-se lá o que seria da Fúria, que foi amarrada pela forte marcação paraguaia no Ellis Park. Os dois jogadores saíram de campo ainda mais respeitados pelo colegas.


- A atuação de Casillas foi salvadora, sem dúvida. Ele fez duas defesas magníficas, que colaboraram para nossa vitória – disse o técnico Vicente del Bosque.

Casillas salvou, Villa marcou. Mas foi Iniesta quem acabou eleito o melhor em campo em votação popular no site da Fifa. O jogador criou a jogada do gol de Villa.

- Fico feliz com a eleição de melhor em campo, mas sem meus companheiros, evidentemente, não conseguiria. É o mesmo com David, que não faria os gols se não fossem os companheiros. A força desta equipe é que todos jogam juntos, cada um sabe o que fazer – falou o meia.

David Villa chegou a cinco gols na Copa. É o artilheiro isolado da competição. Mas, contra o Paraguai, teve dificuldades. Fez um gol chorado, depois de chute na trave de Pedro Rodríguez. Contou com seu faro de artilheiro, como lembrou o treinador.

- Acho que poderíamos ter marcado antes. A jogada de Iniesta foi muito boa, com o passe para Pedro, e Villa mostrou seu talento de goleador para finalizar – comentou Del Bosque.

A Espanha volta a campo na quarta-feira, em Durban, para o duelo com a Alemanha. Se vencer, estará na final de uma Copa do Mundo pela primeira vez.
Confira a boa forma, alegria, reação e sofrimento da Paraguaya Larissa Riquelme no slide show abaixo:


Nenhum comentário

Patrocinadores

Patrocinadores